Estação compacta de esgoto

Rate this post

Estação compacta de esgoto

O tratamento da água torna-se um aspecto extremamente importante, principalmente em meio à crise hídrica e aos diversos fatores que envolvem a economia da água e até mesmo a diminuição de uso dos recursos naturais, permitindo poupar o líquido para que toda a população possa manter uma vida com o bem-estar e suprindo as necessidades diárias.
Para isto, há a estação compacta de esgoto, esta que pode tornar-se uma ótima fonte de recurso para a reutilização da água, ou seja, para o tratamento de efluentes e, posteriormente, para a realização de atividades com a água parcialmente limpa, com seus resíduos e substâncias maléficas removidas pelos processos e tanques necessários.

Quais as etapas do tratamento na estação compacta de esgoto?
A estação compacta de esgoto possui menos processos em relação a uma estação de tratamento comum, sendo que primeiramente há a entrada do esgoto pelo difusor para o posterior tratamento, já com a quebra de sólidos, reduzindo a velocidade do fluxo.

Com o efluente já presente na estação compacta de esgoto, há a decantação, ou seja, a água passa por um tanque que permite que haja a diferenciação de densidade das partículas sólidas, realizando a separação das sujeiras mais densas, formando uma estratificação com lodo ao fundo do equipamento.

Ao sair da decantação e encaminhar-se para o próximo passo, o esgoto passa por um pré-filtro de saída, este que é o principal responsável por barrar alguns sólidos flutuantes que podem ser acompanhado a água no primeiro instante. Em seguida, é realizada a distribuição do esgoto em tanques sépticos e filtros biológicos septo-difusores.

O próximo passo da água que está sendo tratada numa estação compacta de esgoto é a passagem pelo filtro anaeróbio, este que realiza a aeração dos sólidos por meio da filtragem com velocidade reduzida, utilizando o processo de colmatagem do geotêxil.

Após a finalização do processo, o efluente que foi tratado poderá ser destinado à água de reuso, assim como poderá infiltrar-se no solo, sendo coletado e encaminhado a um corpo receptor, permitindo que, com a conclusão do tratamento, seja possível identificar cerca de 94% a 98% das partículas químicas do esgoto.

Related Posts

Reuso da água na indústria

Facebook Twitter Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr WhatsApp Rate this post Reuso da água na indústria Em…

Estações de tratamento de efluentes

Facebook Twitter Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr WhatsApp Rate this post Estações de tratamento de efluentes O…

Escreva um comentário