ETE compacta automatizada

Rate this post

ETE compacta automatizada

A ETE compacta automatizada tem como finalidade realizar todo o tratamento do esgoto que é proveniente das indústrias, bem como centros comerciais, residências, condomínios, entre outros espaços, permitindo assim seu descarte conforme a regulamentação exigida por leis brasileiras. Desta forma é possível através de uma ETE compacta automatizada diminuir os impactos ambientais e contribuir para uma gestão de meio ambiente responsável através de qualquer tipo de empreendimento.

Em que base é realizado este tipo de tratamento da ETE compacta automatizada?

O tratamento praticado através de uma ETE compacta automatizada tem como objetivos trabalhar todos os fenômenos de ordem biológica que acontecem naturalmente em cursos de água, sendo desta forma feita por um processo simplificado, seguro e de grandes maleabilidades, tudo devido a composição dos seus sistemas utilizados.

O esgoto que deverá ser tratado passa por uma caixa de gordura com um sistema de gradeamento e posteriormente deverá passar a uma caixa de equalização que irá direcionar os efluentes para o reator anaeróbico de fluxos ascendentes.

Já dentro do tanque anaeróbico, todos os efluentes deverão entrar em sua parte superior do tanque, sendo distribuído a partir disto ao fundo onde irá passar por um sistema de distribuição, este que irá equalizar os fluxos de ordem ascendente através de uma manta de lodos existentes com a alta concentração de materiais orgânicos e de bactérias anaeróbicas. A partir deste estágio existe uma formação de gases, e estes gases são direcionados a um sistema de coleta central que irá direcionar os mesmos para o meio externo do tanque.

Estes gases que atuam na ETE compacta automatizada geram mau cheiro, e sendo desta forma é adicionado um filtro de carvão catalizador que quebrará as cadeias de carbono eliminando o cheiro.

Os efluentes resultantes devem verter através de uma calha existente na parte superior, e deverá seguir para o próximo processo, os filtros aeróbios submersos por sua vez são basicamente compostos por duas câmaras e elas se chamam de câmaras de reação e uma câmara de sedimentação.

No caso da câmara de reação, os efluentes acabam seguindo através de elementos filtrantes compostos de peças plásticas de alta resistência tanto química como mecânica, gerando um meio biológico de alta eficiência para remover as cargas orgânicas.

Related Posts

Reuso da água na indústria

Facebook Twitter Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr WhatsApp Rate this post Reuso da água na indústria Em…

Estações de tratamento de efluentes

Facebook Twitter Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr WhatsApp Rate this post Estações de tratamento de efluentes O…

Escreva um comentário